11/04/06

pó de estrela

Sou uma pequena partícula voando...
vim da estrela que brilha e orienta os caminhantes,

aquela lá brilhante a que chamam alva....
voei pelo escuro até à luz azul e dourada do sol
passei pelo infinito

de planeta em planeta
e caí aqui neste ...
a que chamam Terra!
aqui fiquei
porque encontrei o mar
e
entre as suas ondas me perdi...
elas enrolam-me, brincando de carrocel...

esquecidas eu e elas
num vai e vem, vem e vai,
num constante rodopiar....
quais crianças que com as suas pequenas e delicadas mãos nos prendem,

e
connosco brincam também alegremente.

20 comentários:

mitro disse...

As crianças nascem de dentes afiados e com as mãos fechadas!

sá morais disse...

já pus o teu link. É, tenho de fazer um jogo com uma imagem daqui da região.

fica bem.

sá morais disse...

Ah... desta região, mas essa também é a minha. Confuso, não é? Coisas de se correr o país :)

Licínia Quitério disse...

Muito sentir e reflectir por dentro desses poemas. Força!
L.Q.

PiresF disse...

Lindo… Excelentes as imagens que nos passas com este poema, tão boas, que o Sá Morais já pensa em mais um Quiz-Ideias Fixas, que terá a ver com certeza, com a primeira parte deste poema.
Eu adorei.

sá morais disse...

Desculpa se eu fui um bocadito confuso. estava a divagar e às vezes nem eu me entendo :)
Mas a ideia do amigo Pires é certinha. E os teus poemas são realmente inspiradores e profundos.

fica bem!

Francisco disse...

Belos poemas! Gostei de por cá passar! E obrigado pelos comentários sobre as minhas fotos!

Nina disse...

Luz de estrela foram suas palavras pra mim...

Sedenta de noite, de lua e de poesia...

:P

Amei!

Carlos disse...

Depois de ti
Já não há infinito...
Num beijo
Num sopro
O infinito és tu
- Medido no meu corpo!

jorgesteves disse...

Uma parábola cósmica?!...
Bonito!
jorgesteves

José S. disse...

A terra e nós somos um verdadeiro milagre feito com o pó das estrelas. Temos de aprender a olhar o céu e agradecer por esta "benção" que tão mal tratamos.

PiresF disse...

Eu não disse que lhe tinhas dado ideias para um Quiz?

TRANCEPHORM disse...

ola teresa ,adorei este texto muito bom mesmo,achei fascinante ...
adeus e ate breve ...

Dae-su Oh disse...

Uma pequena partícula que nos proporciona momentos de poesia galáticos.

António disse...

Atravessando o espaço sideral sem fato de astronauta e brincando com o mar sem escafandro...eh eh
Muito bonito!
Gostei!

Beijinhos

Warum Nicht? disse...

pois não somos todos feitos de poeira de estrelas?

um abraço, e obrigado pelo link!
será devidamente retribuído...

Amaral disse...

Uma estrela que descobre o mar… Como crianças inocentes, celebram a festa da vida que o humano já esqueceu...

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.