02/05/06

quando...


Um pingo de mel...
gosto de figos de pingo de mel,
como tu!
Gosto do azul e do mar,
como tu!
Gosto
gosto de me sentir desejada, por ti
gosto
gosto quando me desejas...
quando mergulhas os dedos nos meus cabelos
quando me olhas com o desejo reflectido no olhar
quando nesse olhar nos perdemos,
nos esquecemos do mundo exterior
quando tudo à nossa volta desaparece
só tu e eu, só nós...
quando passeias ao de leve
as tuas mãos tocando a minha pele
descobrindo o meu desejo
quando os teus lábios roçam de leve pelos meus
quando os meus dedos procuram o teu cabelo,
quando os meus lábios procuram a tua pele
e nela percorrem os sonhos escondidos
quando nos unimos e vibramos
sentindo um frémito percorrendo os nossos corpos
descobrindo todos os recantos,
quando mordiscamos os mamilos entumecidos que se oferecem
incendiando os sentidos, os desejos e...
num frémito de loucura nos fundimos
!

18 comentários:

jorgesteves disse...

Uma mistura de palavras em forma de sabor morno a figo e mel...
Gostei!
jorgesteves

© Piedade Araújo Sol disse...

Um poema de amor e entrega, erotico q.b.

Gostei!

Who disse...

Enquanto os teus dedos procuram o seu cabelo, vem ver como é ser eu, porque é maravilhoso...

José S. disse...

Paixão "lambuzada" de figos e mel. Uhm, que doçura!!!

Isa Calixto disse...

Para quando, um pingo de mel...e o azul do mar...para quando?!...fica o desejo nesse teu poema de profundo Amar!

Linda essa tua entrega!...

António disse...

Querida Teresa!
Que lindo poema!
Muito lírico e com uma boa dose de erotismo.
Gostei muito!

Beijinhos

PiresF disse...

Um poema de sentidos desejados e muito bem escrito.
Gostei muito.
Clap, clap, clap…

A minha vénia.

Who disse...

Quando passeias ao de leve, é como se passeasses no céu...
Mas "o Céu está aqui", e muita gente já tem essa consciência...

Eli disse...

Simplesmente sentir e pensar ao mesmo tempo, simplesmente escrever!... A imagem revela algo que se solta, mas que se quer presa!

:)

Bill disse...

Uma procura eterna, uma paixão sem igual, razão se perde em meio a busca...

Muito forte, paixão, paixão, sangue que corre na veia dos enamorados =]

;**

Nina disse...

Sem fôlego!

Lindo demais... As gotas de desejo e poesia foram escorrendo por minh'alma...

Que bom que voltaste a postar com freqüencia, continue a nos alimentar de poesia!

=]

Fernanda disse...

"Quando me olhas com o desejo reflectido no olhar e quando nesse olhar nos perdemos"
O melhor amor é aquele feito antes, com o olhar...
Fiz muito bem em seguir a indicação do Bill. Gostei de tudo que vi e li... voltarei outras vezes, posso?? rsrs
bjs

douglas D. disse...

olá,
apareça neste blog, nele, eu posto toda quinta-feira.
http://algaravaria.blogspot.com/

Anónimo disse...

k poema bonito.
Estou-me estreando na blogosfera. Gostei do teu blog. Se puderes aparece. dark - http://darkhumanity.blog.com/

Mac Adriano disse...

Um poema muito erótico. Parece-me bem.

Nilson Barcelli disse...

Um poema de amor muito sensual.
Escreves bem, sabias? Continua.
Beijos querida amiga.

marcellino disse...

que linda poesia de amor

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.