02/11/10

Olhar...

Sento-me olhando este mar, mais parecendo estrada atapetada de sumo de romã e mel de rosmaninho. 
Ao longe os edifícios erguem-se no alto tentando tocar as nuvens.
Mais além, as nuvens ciosas do mar, vêm tocar-lhe beijando-o ao de leve e carregando-o no seu interior, até aos céus...
Um dia será chuva e lavará a minha cabeça em união com a Terra...

Foto de JR a quem muito agradeço

8 comentários:

Parapeito disse...

uma foto que apetece Olhar...as palavras...sempre Tuas...
brisas doces para ti*

Dilberto L. Rosa disse...

Prosa-poética descritivo-analítica de uma foto rica... Mas, bem mais que isso: um belíssimo texto cheio de Poesia e com o lirismo da cor da foto, parabéns!

© Piedade Araújo Sol disse...

Querida T.

as palavras tuas(belas) aliadas à foto em completa sintonia.

um beij

Nilson Barcelli disse...

Lindo texto, querida amiga. Muito poético e adequado à foto. Gostei muito.
Boa semana, beijos.

Baila sem peso disse...

Ainda me lembro da poesia
da tua escrita tão bonita...
em 2006 andei pelo teu espacinho
vinda de um outro cantinho...
poesia era o meu dizer
no Refúgio me protegia...
e bailo agora com amizade
de novo, na tua freguesia
que continua em tanta simpatia...
no teu olhar de mel
que apetece prender com suave cordel :)

abracito num regresso já com barbinhas nas falas minhas :)

boa semanita

Z disse...

Pudera a foto fazer jus ao texto...
beijo.

Et disse...

Bonito lapidar das palavras em sintonia com a dança das nuvens e o mar, tocando-se no horizonte.

Mª Dolores Marques disse...

Gostei de ler, apesar de pouco...virei

Abraços