21/05/07

serenidade...


Deixa que meus braços sejam a almofada onde repousas a cabeça....
foto: olhares.com

21 comentários:

Francisco Sobreira disse...

Oba, sou o primeiro a comentar. Querida Amiga: numa simples frase dizes uma coisa tão terna, tão amorosamente significativa. E a foto. Que coisa linda! Um beijo e uma excelente semana.

Luiz Carlos Reis disse...

A serenidade e elegia de sempre!

Abraço!

Isa&Luis disse...

Olá Teresa,

Mais uma belissima frase!
Vir ao teu cantinho, é ser presenteada com as tua lindas e delicadas palavras,repletas de serenidade.

Um abraço apertado, carregado de carinho e amizade.

Isa

Betty Branco Martins disse...

Uma mãos como almofada____________há dias em que é so isso que se precisa____________e o perfeito existe

Beijinhos com carinho
BSemana

collybry disse...

Mãos de serenidade...Meu beijo

Um Poema disse...

Expressividade!... No pensamento e na imagem.

Um abraço

Anónimo disse...

A minha cabeça almeja repousar nos teus braços, serenidade!
Um beijo.
Luis

Cristina Nobre Soares disse...

E que as minhas mãos te afaguem o pensamento...
Lindo, lindo

mitro disse...

Quando eu a encontrar, talvez aceite o convite!

ALF O Extasiado disse...

Simplesmente perfeito.
A grande doçura que se instala nos braços. É muito bom ser envolvido assim... Muito bom.

Beijinhos

Bosco Sobreira disse...

Minha querida Poeta,
Para os grandes poetas, um verso vale mais que mil palavras.
Parabéns.
Um beijo afetuoso e obrigado pelo carinho de seus comentários.

PS. Aproveito para comunicar meu novo endereço:
http://boscosobreira.com/

Plum disse...

Harmonia!*

Odysseus disse...

Por causa d euns braços é que ando à dois dias com dor de cabeça, se não levares amal, prefiro mesmo a almofada. :)

agua_quente disse...

Uma frase tão simples e tão terna. Serenidade, sim.
Beijos

Amaral disse...

Bonito e terno!
Assim se sente a ternura e o carinho...

Cinza disse...

Que bom...essa almofada... Um traço de vida tão belo e quequase nem nos damos conta...

Duarte disse...

... e que a cabeça seja a nuvem que paira suavemente sobre a poesia :) Beijos

Cláudia disse...

Com uma almofada serena como a que deixas aqui, dá vontade de pousar a cabeça e deixar-me envolver pela plenitude do espaço infinito que ela encerra.bjo..

Bill disse...

Deixa eu esquecer do mundo...

Quando estamos nos braços de quem amamos... O mundo para de girar...

:*

J.G.Sineiro disse...

...e as minhas mãos
desenhem o molde
dos teus sonhos

Desculpa, hoje deu-me para aqui...

um abraço.

P.s. Lindíssima a imagem das mãos que escolheste

António disse...

Querida Teresa!
Mais uma vez, a tua sensibilidade e bom gosto aqui bem patentes.

Beijinhos