27/08/13

Afetos

Os afetos são como as plantas. Cultivam-se com carinho regam-se com respeito e eles florescem, crescem e criam raízes profundas. Alguns, outros morrem, como as plantas. Mas nunca deixam de marcar a sua presença em nós.


Como folhinhas de um mesmo ramo percorremos os dias da vida, umas vezes rindo, outras chorando, mas sempre juntos.

4 comentários:

Mar Arável disse...

Na verdade

Eduardo Aleixo disse...

Amante da Natureza, como eu também sou,e por isso tão bem te compreendo, vais buscar as imagens belas que a Natureza tem, e mostras com a simplicidade delas a complexidade das nossas vidas.

Nilson Barcelli disse...

Desta vez não concordo contigo.
Porque os afetos, quando verdadeiros, tendem a ser eternos.
Penso eu...
Um beijo, querida amiga.

Parapeito disse...

eu tambem penso que tudo o que é verdadeiro..é eterno...
brisas doces para hoje e pela eternidade e mais além :)**