21/06/10

Talvez...

mar com rosto

sem sombra
com rumo
que me afagas
onde me perco
onde sou
verdadeira onda
talvez barco,
alga, gaivota
talvez coral,
pena leve à tona
talvez grão de areia
fino no chão
ou revolto nas ondas
em turbilhão
talvez pássaro, peixe, alga
finos braços
onde tu serás,
porto de abrigo
seguro
onde aportar...

foto de JR a quem agradeço

9 comentários:

Rui Girão disse...

Este mar tem o teu rosto.
O rosto de um porto de abrigo seguro de aportar... :))

Bjokas

Nilson Barcelli disse...

Magnífico poema.
Dos melhores que já li teu.
Boa semana, beijos.

Mar Arável disse...

É sempre bom aportar

num rosto assim

ParadoXos disse...

este é o primeiro que leio e... olha que superou!!

abraço
do heduardo

Graça Pires disse...

Gostei deste mar com rosto...
Um beijo.

Nilson Barcelli disse...

Talvez escrevas mais poemas destes...
Talvez, não... tenho a certeza...
Beijos, minha amiga.

lena casas novas disse...

Quanto tempo nao passava por aqui...continua na mesma linha de pensamento com destinos inevitaveis.
abraços

AC disse...

Gosto do anseio das almas inquietas...

Parapeito disse...

Talvez...quem sabe...
Gostei ne*
Boas marés para ti**********