21/11/09

mãos


Mãos vestidas de nada, feitas para tudo
algumas vestidas de trapos
outras de veludo.
foto: de mão amiga

14 comentários:

Parapeito disse...

"algumas vestidas de trapos
outras de veludo."

E depois há as tuas .

Muito bonito ne*
Brisas doces para ti*****

Eli disse...

Quase que rima com "profundo"...

:)

Graça Pires disse...

Mãos que afagam. Mãos que matam...
Gostei. Obrigada pela visita e pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Virei aqui mais vezes.
Beijos.

joão marinheiro disse...

Mãos que moldam o mundo...Mão do mar...
beijo de cá

Isabel disse...

tudo. tudo no infinito de uma mão. que se dá!





beijo.A





(piano)

Nilson Barcelli disse...

E as mãos dizem tudo.
E fazem tanto...
Curioso que no meu último poema também falo das mãos. Porque há mãos que até pensam noutras mãos...
Querida amiga, bom fim de semana.
Beijos.

Bill disse...

A mesma de um adeus e a mesma de um olá...

Beijo e saudades, do lado de cá.

:*

Francisco Sobreira disse...

Querida Teresa,
Bom ter notícias suas. Achava até que você tinha fechado a sua casota. Felizmente, não. Para poder vir aqui e ser presenteado com seus poemas curtos, que dizem tanta coisa. Um beijo e uma excelente semana.

legivel disse...

... dizem alguns, que as mãos nos revelam. Em alguns aspectos, direi que sim: a vida que já viveram, algumas actividades que exerceram e por vezes, a criatividade. É por isso que detesto quem usa invariavelmente luvas: não me deixam imaginar coisas...

Abraço.

Kaotica disse...

http://antinatoportugal.wordpress.com/2009/11/29/blogues-como-tornar-se-um-blogue-apoiante-da-pagan/

Mar Arável disse...

Nas suas mãos

um belo sopro de palavras

L disse...

E mãos que aqui deixam um beijinho :)

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, bom fim de semana e um aperto de mão.
E um beijo...

zemilda disse...

Este é maravilhoso, sucinto mas forte e veradeiro...