09/09/08

liberdade para amar


E eis que chegam de todos os lados
Primeiro trémulas
Hesitantes
com sorrisos algo envergonhados
Como crianças
dando os primeiros passos
Depois
Mais confiantes
Enchendo o sol com o olhar
Correm
Volteam
Saltam
Descobrem
Enchem o espaço com seu gostar
E convergem
E redescobrem que assim será sempre
Mais agradável recordar.
.
...porque a amizade é o mais belo presente

8 comentários:

Isa & Luis disse...

A subtileza de quem sabe e sente, na arte de escrever!

Um beijão!
Luís

Anónimo disse...

Amizade, o teu nome é mulher!

Um beijinho!
Luís

Anónimo disse...

Belo :) e que bela foto a acompanhar. Perfeito :)

Beijinho
Laurelin

Nuno disse...

Bonita foto e bonito o teu escrever e com sorriso dou o salto confiante para o teu espaço de amizade.

Bjs

Gato_malvado

Parapeito disse...

:) Tu és a melhor prenda...Quero sempre ter a tua amizade...

Beijoooo ******

*conheço estas gaivotas :))

Uma estrela errante disse...

Olá, menina dos sentires!

...de mãos dadas...a dádiva da Amizade.

Um beijo Grande para ti doce amiga.


Isa

Jorge P.G disse...

Oh, os Fernãos Capelo de que eu tanto gosto!

Um poema muito simples à redescoberta da amizade a cada reencontro.

Um abraço.

isabel mendes ferreira disse...

a amizade serve-se terna e sustenta-se da reciprocidade....


não é querida TB?


enquanto o piano está fechado ando aqui....:)



www.wdirum.blogspot.com


(já devia ter dito...)

beijo.