08/04/07

mutações...


Caminhamos pela Primavera onde desabrocham os sorrisos
rumo ao melhor de cada um...
firmes a caminho de um nós, feito verdade
da vida
aceitando-nos
com nossos erros e virtudes
aceitando-nos
frágeis ou fortes
subindo cada patamar
até ao alto da montanha
que é a vida
passo a passo
e de lá,
ver mais claramente o horizonte
procurando evitar o Outono que virá
e consigo levará as pétalas
que vão murchando
apesar
de ver
na natureza
um constante renovar...
foto de mão amiga

15 comentários:

António disse...

Querida Teresa!
Voltaste com mais um magnífico post.
Uma linda fotografia e um belo poema que nos leva da primavera ao outono da vida em constante mutação.

E voltaste cheia de gás para ler três dos meus textos.
Obrigado por isso e pelos comentários.

Beijinhos meus

Kaos disse...

Olá Teresa!
É bom ter-te volta para podermos viajar pelos teus caminhos sempre tão belos.
Já tinhamos saudades
bjs

Opintas/Bernardo disse...

Alguem roubou e anda a utilizar as nossas assinaturas. Desculpem alguma coisa que apareça aqui.
Abraço.

sa morais disse...

Bem, por cá a Primavera entrou, mas mais parece ter sido mesmo o Outono ou o Inverno... São as tristes mutações climáticas? Ou um clima a condizer com o país que temos?...

Vale-nos a primaveril foto e os sorrisos que mantém o Outono distante.

jinhos!

© Piedade Araújo Sol disse...

Olá Teresa

Belo poste a lembrar que a Primavera já chegou.

Isa&Luis disse...

Olá menina,

Linda fotografia e belas palavras, um sorriso cheio de luz e serenidade que embeleza a Primavera.

Beijinhos

Isa

Francisco Sobreira disse...

Ah! a Primavera, querida amiga.No Nordeste do meu país, onde nasci e resido, ela não aparece. Só temos duas estações: o verão (longo) e o inverno. Bom voltares , depois de alguns dias ausente, com um poema que celebra essa bela estação. Um beijo afetuoso.

Um Poema disse...

A Primavera, o desabrochar dos sorrisos, são já um reflexo da beleza que há em cada um de nós, apesar dos erros.

Um abraço

Outsider disse...

O caminho dessa subida da montanha que é a vida tão bem retratado. oxalá todos nós consigamos atingir o cume, não pisando nada nem ninguém no caminho, levando um caminho recto e sem falsidades, e depois aceitar o Outono e a descida, conscientes que outros estarão a iniciar a viagem... Desejemos-lhes boa sorte.
Beijos!

Plum disse...

E o melhor de cada um de nós surge naturalmente como uma flor a desabrochar!Adorei!Abraços!*

mitro disse...

Demormaos tanto a subir esse monte, que quando lá chegamos, sofremos de cataratas e não vemos nada de jeito! Claha de tropeçarmos e descemos essa montanha que é um tirinho e não em bom estado!

Dae-su Oh disse...

Belos Poemas, pena que não se viva da Poesia estarias rica.

Bosco Sobreira disse...

Belo e comovente hino ao belo.Gosto muito de tua poética, minha querida poeta.
Beijos afetuosos.

Plum disse...

Bom fim de semana!*

Carmen disse...

Querida, cada vez que aqui venho fico espantada com as maravilhas que postas. Adorei!
E como é primavera, uma flor para ti!
Beijinhos doces.