30/05/19

Esperança

No meu país há um manto escuro e obscuro
que se estende como teia de aranha sobre as moscas

que me faz entristecer
mas escolho o belo, o simples, o que cresce à minha volta
e me faz rejuvenescer
a esperança
a certeza
que existe um outro mundo
em que ainda vale a pena viver!

2 comentários:

Graça Pires disse...

Escolhe a esperança, sim, minha Amiga. Um poema excelente!
Uma boa semana.
Um beijo.

jorge esteves disse...

Boa escolha, Teresa. E bem apessoada que fica com a cor e a luz da imagem...
Abraço.
jorge

www.tintapermanente.pt