07/01/19

Brincando

Meu barquinho de papel
quem te naufragou?
Seria o vento, seria a chuva
ou mão de menino
que por ti passou?

2 comentários:

jorge esteves disse...

Era uma vez
um barquinho pequenino,
tão pequenino, tão pequenino,
sempre a navegar!
Passaram-se uma, duas,
três, quatro, cinco, seis
semanas...
e o barquinho
e o barquinho
sempre a navegar.
Meu senhores,
se esta história
não enjoa,
eu voltarei, eu voltarei,
a começar...

(e a antiga e infantil cantilena de ninar, retoma a melodia monocórdica)

Abraços à beira-mar
jorge

www.tintapermanente.pt

Graça Pires disse...

Ao sabor do vento deixas seguir o teu barco de papel e vais com ele até onde o pensamento o permitir…
Lindo, Teresa.
Uma boa semana.
Um beijo.