25/02/14

Raízes



Que dança te obrigam a dançar
que te desenraízam?
que te atiram para fora de ti
que te forçam a partir.
Será essa força insustentável?
Onde agarrar as raízes se não,
A outros, teus iguais?
Fazendo das fraquezas
Uma força imparável e
Indestrutível!

5 comentários:

Graça Pires disse...

As raízes das árvores e das pessoas só resistem à "dança" dos temporais quando se tornam cúmplices de quem as segura. Gostei do poema.
Beijo.

Bella disse...

como ja falamos: a importancia do sentido da pertença que hj em dia tanto se tenta destruir! beijao

Mar Arável disse...

Sopro-te

e voo

Bj

© Piedade Araújo Sol disse...

pois é...

uma "dança" que muitos não querem e são obrigados a "dançar".

beijo

:)

Parapeito disse...

o que seria das árvores...e de nós...sem raizes...
abraço e brisas doces**