26/05/11

Alecrim

Talvez não saibas
mas os dias mais
brilhantes
são aqueles
em que o vento
me traz um cheirinho
a alecrim,

Talvez não lembres
os dias felizes
em que o alecrim
floria nos teus olhos
e os sonhos eram
eternizar
a Primavera.

21/05/11

Amizade

As ondas batem na rocha
fortemente
cheios de fúria sopram
os ventos
mas há sempre uma
rocha que resiste.
pega nela, usa-a!
constrói os alicerces
da tua amizade!...

15/05/11

A Pedra


Era uma pedra. Igual a tantas outras pedras.
Mas o local onde nascera tornava-a diferente das outras pedras.
O sol, desde o nascer, até ao deitar incidia nela emprestando-lhe um brilho incomum.
Por ali passavam muitas pessoas que paravam admirando aquele brilho. Mas todas seguiam o seu caminho.
Só ele, parecia ficar encantado nas sombras, luz, e reflexos, de tal forma que vinha todos os dias como quem obedece a uma atração à qual não consegue resistir.
Tanto admirou que começou a nascer dentro dele o desejo de ter para si aquela bela pedra.
Um desejo que foi crescendo ocupando-lhe o pensamento . Teria de possuir aquela pedra. Teria de ser sua.
Quanto mais resistia à ideia mais ela ganhava forma e corpo na sua mente.
Tanto fez, tanto admirou, tanto segredou que convenceu a pedra a deslocar-se do seu lugar e ser sua.
Mas... a sua essência era a de uma pedra. Ele tinha-se deixado ofuscar pelo brilho. Quando já certo da sua posse, olhou para a pedra viu apenas pedra, exclamou:
- Mas és apenas uma pedra!
A pedra, embora entristecida respondeu:
- Sempre fui pedra. Apaixonaste-te pelo meu brilho mas não pela minha essência.
Então, a pedra que era apenas uma pedra, deu um salto voltando para o lugar que era o seu e onde podia ter o brilho, reflexos de sol e sombra continuando a fazê-la parecer diferente.
Quem por ali passava parava, admirava, mas seguia o seu caminho porque a pedra era apenas uma pedra...


Foto de Z. a quem agradeço.

03/05/11

01/05/11

leveza...

Sabes mãe, onde te vejo quando a saudade bate assim, daquela que parece não caber no peito?
Ali, na leveza da flor que secou e basta apenas um ligeiro sopro para se elevar desaparecendo no ar, tal como tu...
E hoje, neste dia em que um pouco por todo o mundo festejam aqueles que ainda fazem acontecer a magia, dizem ser também dia de todas as mães...
talvez porque também as mães sejam um dos motores fundamentais do mundo?
Então interrogo-me assim, como sempre me conheceste a interrogar:
Se é tão importante o dia da mãe, porque andam sempre a mudar-lhe a data? O dia do pai, é sempre em data fixa. 19 de Março e nada mais!
Terá alguma coisa a ver com o poder do dinheiro, senhor de todos os dias?